Betta Splendens | Como Cuidar Corretamente

PeixeBetta.club nasceu com a vontade de passar a melhor informação a todos os iniciantes e amantes dos betta splendens que tanto fazem sucesso pelo mundo a fora.

Com o passar dos anos a procura pelo peixe betta vem aumentando consideravelmente e por conta do cotidiano agitado as pessoas que gostam de aquarismo procuram um peixe fácil de cuidar, resistente, de criação prática e relativamente barato.  E o beta é um dos escolhidos pois reune todas as especificações acima descritas.

 

Informações básicas sobre o Betta

Embora os autores das publicações mais respeitadas a respeito do peixe betta divirjam quanto a sua origem, facto é que o melhor ponto de partida a ser considerado sem dúvida é o sudeste asiático, mais especificamente na Tailândia. Afinal, é por lá que encontramos os primeiros registros contundentes do processo de domesticação do beta.

A famosa resistência, tão apreciada no betta, remonta portanto às suas origens, originalmente vivia em águas lodosas com pouco oxigênio, passando dessa maneira por todas as etapas da chamada “seleção natural”, onde apenas os mais fortes sobrevivem. 

Durante essa evolução, conseguiu inclusive desenvovler um sistema bastante peculiar localizado no topo de sua cabeça que funciona como um mecanismo auxiliar de respiração de oxigénio, tornando-o ainda mais forte em ambientes hostis.

Portanto, é claro que os peixes bettas “selvagens” pouco lembram os atuais, já que os criadores foram aperfeiçoando a espécie de maneira a estimular sua beleza e preservar sua resistência, alcançando assim uma demanda muito lucrativa para o comércio, até porque para outras espécies é muito difícil conciliar essas duas características.

Tipos de peixes betta

A busca por um melhor aprimoramento – evolução – do peixe betta, cada vez mais adequando-o a um mercado consumidor ávido e exigente, proporciona hoje à espécie uma variedade enorme de formas de cauda e cores que tanto encantam os leigos como os criadores de uma maneira geral.

  • Veil tail: é o mais comum e se caracteriza por cauda e nadadeiras longas, tecendo uma curvatura para baixo. São bem finos e quando necessário expõe a cauda no formato de um véu;
  • Delta: esse betta é facilmente identificável por possuir uma bela cauda em formato de leque;
  • Super delta: destingui-se pela mesma característica do Delta, contudo  sua cauda pode formar um lenque bem maior, beirando aos 180o ;
  • Halfmoon: é considerada a espécie mais bonita de peixe betta. Possui barbatanas longas e a abertura de sua cauda em leque mede exatos 180o ;
  • Over halfmoon: também conhecidos como OHM, possuem as mesmas características do Halfmoon, porém sua cauda em leque ultrapassa os 180o ;
  • Plakat: são bettas com caudas extremamente curtas, não possuindo portanto, o mesmo glamour dos machos da espécie que a utilizam como forma de conquistar as fêmeas e demonstrar força;
  • Rose tail: é a espécie de betta que apresenta a maior variedade de tonalidades, das suaves até as extremas, sendo caracterizados pelo excesso de ramificações nas nadadeiras, semelhantes a uma rosa;
  • Feather tail: possuem bordas cobiçadas pelos criadores, pois segundo eles a cauda é muito bem definida, conferindo-lhe um aspecto muito especial;
  • Crowntail: talvez esse seja o betta mais conhecido no Brasil e pode ser  facilmente identificado pelos filamentos espinhosos em diferentes direções nas suas barbatanas e cauda;
  • Double tail: possuem uma cauda dividida em duas partes.

Imagens de variedades de Bettas

Quanto às cores, os bettas podem ser encontrados nas seguintes tonalidades: albino, branco, preto, rosa, azul, verde, roxo, violeta, creme, amarelo, etc…

Cada qual com suas próprias características físicas e com necessidades (cuidados) diferentes, merecendo um estudo mais cuidadoso principalmente quando optamos por fazer criação.

Erros comuns

Sendo um animal resistente e que possui alto poder de adaptação, mesmo assim, muitas pessoas não conseguem tê-lo por muito tempo em seus aquários por conta de erros simples e que podem ser facilmente corrigidos!

a) Todo animal que será criado em cativeiro ou mesmo que seja apena um animal de estimação necessita de cuidados especiais, afinal esse não é o meio natural. É com o peixe betta não será diferente apesar da famosa resistência! Nesse contexto e pela empolgação, muitas pessoas compram os peixes sem qualquer informação prévia, fazendo com que os mesmos sobrevivam em condições adversas mesmo que por pouco tempo, prejudicando-os.

b) Outro erro bastante comum é a escolha equivocada do local do aquário, seja por excesso ou pela falta de luz.

c) Manutenção precária.

d) Erros primários quanto a alimentação adequada dos bettas.

e) Não ter a devida atenção quanto as condições da água, especialmente a temperatura ou qualidade da água.

f) Não escolher a espécie de betta correta de acordo com as condições locais.

E muito mais…

Continue lendo atentamente essas dicas de como cuidar do seu beta e saiba como proceder para evitar esses erros que infelizmente ainda são muito comuns.

Comprou um betta? Primeiros passos como cuidar

O peixe betta é muito fácil de ser cuidado, por isso tantos interessados. Mas isso não significa que dada a resistência do beta, ele não precisa de ter os devidos cuidados como teria com outras espécies de peixe. Eles precisam ser cuidados da mesma maneira que os demais, lembre-se que é um ser vivo que acabou de adquirir.

A primeira coisa que devemos observar, obviamente, é á água que utilizaremos no aquário do peixe betta! Ela deve estar entre os 24 / 28 graus e ter um pH constante entre 6,8 a 7,2. Esse pH pode ser facilmente mensurado através de um kit específico e barato vendido em qualquer loja de aquarismo ou de animais.

Assim, após escolher o aquário ideal e decorá-lo da maneira mais adequada (conforme explicaremos mais adiante), certifique-se a temperatura da água e seu pH.

Nota: Caso compre o aquário novo não esqueça que tem que passar pelos 30 dias de ciclagem.

Feito isso, introduza o saquinho plástico dentro do aquário com o peixe ainda dentro, aguarde 15 minutos para evitar um choque térmico. Após esse tempo vá colocando um pouco de água do aquário dentro do saco para o peixe se ambientar ao pH da água. Depois de repetir este processo 3 vezes libere-o.

Esse movimento deve ser feito com muito cuidado para não machucar o peixe betta, portanto, nunca use as mãos, utilize uma rede pequena que normalmente é ofertada no momento em que se adquire o animal.

Quanto a higiene, é fundamental saber que ela pode variar de acordo com a quantidade de bettas ou outras espécies que vivem no mesmo aquário, até mesmo filtragem, etc… No entanto, geralmente é feita uma limpeza básica por semana  nos aquários que possuem bons sistemas de filtragem de água, para não prejudicar o peixe.

Nota: (Quando falamos em quantidade de bettas estamos nos referindo a ter fêmeas juntas, pois ter vários machos junto é um erro que jamais poderá ser cometido).

Manutenção

Retire aproximadamente 40% da água do aquário e transfira a mesma para uma bacia bem limpa, certificando-se para que a temperatura dela não mude muito. Com a rede que já mencionamos acima, capture o peixe e coloque-o nessa bacia, sabendo que esse processo não poderá demorar muito tempo.

Esvazie por completo o aquário limpando os cascalhos e demais itens decorativos apenas com água corrente e esponja macia, jamais utilize produtos químicos! O mesmo deve ser feito com as “paredes” do aquário, visando eliminar qualquer sujidade ou mesmo pequena formação de lodo.

Com o aquário devidamente higienizado, recoloque os itens limpos novamente no aquário, coloque a bomba para funcionar, verifique as condições de pH e temperatura da água e devovla o peixe betta de acordo como já explicamos no terceiro parágrafo desse tópico.

Por fim, ainda sobre os cuidados básicos com o betta, resta falar sobre como alimentar um betta corretamente. O que faremos mais adiante!

Como escolher o aquário?

Os bettas são vistos quase sempre nas famosas beteiras mas isso não significa que eles não precisem de espaço, mesmo que seja apenas só um macho. (nas lojas de aquarismo, você vê eles em beteiras ou até em sacos de plástico pelo simples facto que os machos são muito agressivos, mas isso é por um período pequeno, não para toda a vida do animal)…

Ou seja, se gostaria de dar todas a condições para o seu betta seja saudável e viva por mais tempo é necessário um aquário no mínimo de 20 litros com 30 cm de altura, pois o peixe bettas necessitam de respirar na superfície e em aquário muito altos acaba se cansando devido às suas barbatanas e caudas longas.  Assista ao vídeo abaixo que tem bastante informações úteis.

Decoração do aquário

Nunca “polua” demais o ambiente dos bettas! Por vezes as pessoas se empolguem e compram uma série de adereços que chegam a impedir a livre circulação desse maravilhoso peixe!

O essencial é ter apenas algumas pedras calcáreas pequenas, areia fininha, troncos e poucas plantas, de maneira a simular seu ambiente natural.

Quanto custa o peixe betta?

O preço do peixe betta pode variar bastante devido a ínumeros fatores que vão desde o local do mercado de compra (afastado ou não dos grandes centros) e, especialmente, por conta das várias tonalidades e espécies diferentes. Todavia, esse valor flutua entre R$ 50,00 para as espécies mais comuns e R$ 100,00 para as mais cobiçadas.

Contudo, como estamos a falar de uma prática que já virou hobby e possui até mesmo clubes organizados ao redor do mundo, as espécies extremamente raras ou desenvolvidas por um criador profisisonal e exclusivo  podem chegar a cifras que ultrapassam R$ 1.000,00. E acredite que há novidades todos anos.

Peixe betta alimentação

Como alimentar o peixe beta é certamente uma das perguntar que quase todos os iniciantes fazem. Os bettas são peixes bastante vorazes e que, portanto, necessitam de total atenção quanto a essa questão. Sua alimentação natural eram larvas que ficavam na superfície dos pequenos lagos lodais, contudo, ninguém hoje em dia ficará coletando larvas junto a natureza para alimentá-los.

Sendo assim, é necessário comprar nas casas especializadas a melhor ração para bettas de acordo com a qualidade dos seus ingredientes e com as possibilidades orçamentárias do criador.

Siga o método de alimentação indicado pelo fabricante da ração que escolheu, atentando para a quantidade que nunca deve ser insuficiente ou excessiva de forma a estagnar a água do peixe betta.

Aguarde aproximadamente cinco minutos e recolha aquilo que o peixe não comeu com a redinha.

Como reproduzir peixe betta?

A reprodução do peixe betta em cativeiro é um pouco trabalhosa, por isso somente indicada para aqueles verdadeiramente apaixonados!

O betta é um peixe territorial e não tolera “vizinhos”, por isso, se a sua intenção for a reprodução, tome muito cuidado com a fêmea não seja atacada pelo macho quando decidir a juntar.

Se está seguro desse desejo, então pegue a água do aquário onde está o macho, encha um recipiente de vidro e coloque a fêmea ali, de maneira que não fique muito apertada! Então mergulhe tal recipiente no aquário do forma que o macho possa se acostumar com sua presença.

Após alguns dias, quando você perceber que ambos os peixes já lidam de forma natural, solte a fêmea e observe a reação de ambos!

Normalmente em muito pouco tempo ocorre a fecundação e pouco tempo depois a fêmea desova. Quando isso ocorrer retire a fêmea do aquário!

O ambiente ficará sujo mais rapidamente, fazendo com que o processo de limpeza tenha que ser feito de dois em dois dias, quando o aquário é pequeno, mas cuidado para não desfazer o ninho construído pelo macho.

Peixe betta pode ficar junto de outros peixes?

Não é aconselhável colocar um betta macho junto com outros machos da mesma espécie, pois ele é um peixe que marca território! Melhor mesmo é sempre deixá-lo sozinho! O que não quer dizer, que não o consiga misturar com outras espécies de peixes. Já as fêmeas betta podem viver juntas num aquário  comunitário.

Peixe betta tempo de vida

Em condições apropriadas o betta pode durar até 4 anos, mas existem alguns casos bem raros que chegam a viver  10 anos. Além disso a espécie e a qualidade da ração ofertada também ajudam a prolongar ou reduzir esse tempo.

Como saber se o peixe betta é macho ou fêmea?

Existem várias técnicas que podem determinar o sexo de um peixe betta! Muitas delas exigem um olhar mais cuidadoso e profissional para com o animal, o que acaba frustrando muitos iniciantes e entusiastas que não conseguem visualizar isso.

Contudo, existe uma técnica muito fácil de ser aplicada e infalível, que qualquer um pode fazer e determina com precisão o sexo do peixe betta!

Pegue um pequeno espelho e aponte para o peixe betta! Se ele não se alterar com essa ação significa que é fêmea, do contrário, caso fique agitado e mostre sua cauda e nadadeiras, certamente é macho a demonstrar que está apto a defender seu espaço de invasores.

Outra forma de saber se o betta é macho ou fêmea é: os machos possuem barbatanas maiores com mais coloração que usam para chamar atenção as fêmeas. As fêmeas são menores e com o corpo mais arredondado junto à zona da cabeça.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...